+55 (51) 3228-1999
04/09/2018
Poupança ainda é o investimento preferido do brasileiro
04/09/2018
Como o envelhecimento mudou nos últimos 20 anos
04/09/2018
Rombo da Previdência é de R$ 35 milhões e o déficit mensal do Paço atinge R$ 20 mi?
04/09/2018
Sindseg faz palestra para empresários e o mercado de seguros em Marabá (PA)
04/09/2018
Pedrinhas em Seguros (RS) promovem encontro no Acampamento Farroupilha
10/09/2018
'Pé de meia': confira o melhor investimento para cada fase da vida
10/09/2018
Processos Ágeis transformam modelo de negócios no setor de seguros
10/09/2018
5 diferenciais para o corretor de seguros dos dias de hoje
10/09/2018
Transformação digital impõe desafios para lideranças do setor de tecnologia das seguradoras
10/09/2018
Mercado reduz alta do PIB e inflação de 2018
10/09/2018
Dólar abre semana entre altas e baixas com investidor de olho na eleição
10/09/2018
Ibovespa sobe amparado por clima ameno no exterior e busca 77 mil pontos
12/09/2018
Seguro DPVAT: de janeiro a julho, Seguradora Líder identificou mais de 6,7 mil pedidos indevidos
12/09/2018
Confira os estados onde há vencimento do Seguro DPVAT no mês de setembro
12/09/2018
Resseguradores se reúnem em Mônaco; Swiss Re divulga estudo
12/09/2018
Projeto de Lei atribui novas responsabilidades à autorreguladora do mercado
12/09/2018
Como fidelizar clientes?
12/09/2018
70 anos do Clube da Bolinha
12/09/2018
Nova plataforma quer dar transparência a licitações...
14/09/2018
União Seguradora comemora 105 anos.
17/09/2018
União Seguradora comemora 105 anos no Acampamento Farroupilha
17/09/2018
Previdência: um dia você vai precisar dela
17/09/2018
Mercado segurador cresce apesar da instabilidade política
17/09/2018
Primeira turma do Programa Recomeço, desenvolvido pela Seguradora Líder, conclui qualificação
17/09/2018
Transparência nas licitações: seguradoras apoiam
17/09/2018
Seguros: vendas estagnadas no acumulado do ano, até julho
17/09/2018
IBC-Br sobe 0,57% em julho ante junho, com ajuste, revela BC
24/09/2018
Dívida Pública Federal sobe 0,98% em agosto para R$ 3,785 tri, diz Tesouro
24/09/2018
Economia de partilha. ?Vamos largar esta ideia de que temos de ser donos de tudo o que usamos? /premium
24/09/2018
XP lança robô para recomendar investimentos
24/09/2018
Competição em taxas é acirrada nos bancos
24/09/2018
Como investir na sua aposentadoria
24/09/2018
Como planejar a aposentadoria
24/09/2018
Seguradora dos EUA passa a exigir trackers de fitness nas apólices
28/09/2018
Seguro de vida em grupo é disseminado, mas pode ser melhor apresentado
28/09/2018
Plano VGBL é porta de entrada na previdência
28/09/2018
Como negociar ao contratar um plano de previdência?
28/09/2018
Assistência digital de Seguradora chega ao Google Assistente e oferece vários serviços exclusivos
28/09/2018
Parcelamento é opção para evitar exclusão do Simples
28/09/2018
Entenda quando começa o prazo para seguradora declinar proposta
28/09/2018
Pesquisa revela falta de “cultura do seguro” no país
03/10/2018
Seguro de vida empresarial também é vantagem para o executivo
03/10/2018
Setor privado prepara projeto de reforma da Previdência para presidente eleito
03/10/2018
Congresso destaca oportunidades de negócios e função social dos corretores de vida e previdência privada
03/10/2018
CNSeg enviou documento aos presidenciáveis às vésperas das eleições
03/10/2018
Corretor entenda o novo conceito que pode fazer a diferença no mercado de seguros
03/10/2018
Bolsas da Europa fecham em alta com otimismo em relação a orçamento na Itália
03/10/2018
Entrada de dólar supera saída em US$ 18,040 bilhões no ano até setembro, diz BC
08/10/2018
Investidores devem ser conservadores com dinheiro nos próximos 180 dias
08/10/2018
Barreira cultural é principal desafio para assinatura eletrônica no Brasil
08/10/2018
Seguradoras adotam o uso de tecnologia 'vestível' para criar descontos
08/10/2018
Os melhores planos de previdência privada, segundo a Proteste
08/10/2018
Economia mundial corre risco de enfrentar nova crise financeira, avisa FMI
08/10/2018
O que esperar dos mercados com Bolsonaro ou Haddad?
08/10/2018
Ibovespa dispara após 1º turno das eleições; dólar cai
10/10/2018
Planejamento Financeiro e Previdência Privada
10/10/2018
Cresce número de consumidores que poupam acima de R$ 50 para os filhos, diz Boa Vista SCPC
10/10/2018
Ibovespa cai mais de 2%; investidor repercute declarações de Bolsonaro
10/10/2018
Dicas de Planejamento Pessoal
10/10/2018
Seguros: a decisão de proteger o que tem de mais valioso na vida
10/10/2018
Seguro auto online: será o fim das corretoras de seguros?
10/10/2018
Bolsonaro e Haddad estão com propostas do setor de seguros para debate
11/10/2018
Dia da Criança
11/10/2018
Dia do Securitário
16/10/2018
Plenário pode votar projeto com novas regras para serviços de seguros
16/10/2018
Corretor de seguros não é um intermediário de negócios*
16/10/2018
Como escolher uma boa Previdência Privada?
16/10/2018
Cada vez mais cedo, brasileiros depositam confiança em previdência privada
16/10/2018
Algumas diferenças entre a Previdência do Servidor e o INSS
16/10/2018
Guardar dinheiro: um hábito que se deve aprender desde cedo
16/10/2018
Petróleo fecha em alta com tensões entre Arábia Saudita e EUA
19/10/2018
Em 10 anos, Rio Grande do Sul terá mais idosos do que crianças
19/10/2018
Governo deve agir para que empresas tornem acessos IoT mais seguros, diz NEC
19/10/2018
A Palavra de Ordem é Inovação
19/10/2018
Seguradoras que transformam seus negócios e modelos operacionais podem obter US$ 375 bilhões em novas receitas, afirma estudo da Accenture
19/10/2018
Qual a próxima onda?
19/10/2018
Empresários da indústria estão mais confiantes, diz CNI
19/10/2018
Dólar cai com força de moedas emergentes e sinais de estímulo chinês após PIB
22/10/2018
Troféu JRS 2018
24/10/2018
Vale a pena investir na previdência privada para o meu filho?
24/10/2018
Dia Mundial da Estatística: saiba mais sobre os números do Seguro DPVAT
24/10/2018
Aquisições e fusões vão se intensificar no setor de seguros
24/10/2018
Cuidado! Você pode perder o seu Simples Nacional em 2019!
24/10/2018
Crescimento de estudantes brasileiros no exterior resulta em inovações nos serviços de seguro viagem
24/10/2018
Seguro e previdência às MPEs só devem ganhar força depois de 2019
24/10/2018
Com atenção à eleição, dólar alterna pequenas altas e baixas
26/10/2018
Setor de seguros deve aprender a lidar com a diversidade
26/10/2018
?A longevidade é uma das grandes conquistas da humanidade. É hora de revermos nossos conceitos?
26/10/2018
Brasileiros contratam mais seguros para proteção pessoal
26/10/2018
Exemplo de Mediação para o Mercado Segurador
26/10/2018
Corretor: segmento de seguros possui novas regras
26/10/2018
Seguros fazem a economia girar
26/10/2018
Governo Central registra déficit primário de R$ 23 bilhões em setembro
31/10/2018
Entre os poupadores, 20% pensam na aposentadoria
31/10/2018
Controle do dinheiro permite realizar sonhos futuros
31/10/2018
Estudo reforça a importância do corretor na venda de seguros
31/10/2018
Corretor de Seguros: o principal responsável pelo avanço do mercado segurador
31/10/2018
Além do seguro DPVAT obrigatório, quase metade da frota brasileira possui seguro auto
31/10/2018
Confederação de seguradoras entrega 22 propostas para Bolsonaro
31/10/2018
Seguradoras pressionadas com nova abordagem das normas IFRS
05/11/2018
TR não deve ser aplicada na correção de benefício complementar, decide Segunda Seção
05/11/2018
Combate ao mercado marginal une entidades estaduais e federais
05/11/2018
Seguro pode ser alavanca para infraestrutura no novo governo
05/11/2018
Seguradoras pressionadas com nova abordagem das normas IFRS
05/11/2018
Confiança das seguradoras cresceu 26% em outubro
05/11/2018
Líder simplifica pedido do Seguro DPVAT com novo formulário unificado
05/11/2018
Inteligência artificial já é realidade no mercado de seguros
04/12/2018
Um Futuro seguro precisa de planejamento
04/12/2018
Prazo para placas do Mercosul no RS será 17 de dezembro
04/12/2018
Inovação surge para tirar profissionais da zona de conforto
04/12/2018
Câmara cria comissão para analisar novo seguro obrigatório
04/12/2018
A vez da previdência privada com a reforma no novo governo
04/12/2018
Fintechs e mudanças nos serviços financeiros
04/12/2018
Mercado aposta que investidores vão passar a aplicar mais na aposentadoria

Parcerias entre startups e seguradoras vão ganhar força


22/08/2018
Proteção dos dados nas compras online, precificação com base em comportamento, parcerias entre seguradoras e insurtechs, além dos desafios para o crescimento das startups no setor de seguros.
Esses foram importantes temas do momento, debatidos durante o evento “CQCS Insurtech & Inovação”, realizado nesta semana (1 e 2 de agosto) em São Paulo, reunindo cerca de 700 profissionais de todo setor.
Para mostrar a atual importância do assunto insurtech, logo de início, Caribou Honig, responsável pelo maior congresso de insurtech do mundo, feito em Las Vegas, avisou que, há três anos, quando se digitava a palavra “insurtech” no buscador do Google, não se encontrava absolutamente nada.

Hoje, aparecem quase 2 milhões de resultados. E, mais do que isso, os recursos de investidores para aportes em insurtechs são crescentes no mundo. O Brasil acompanha esse movimento. O motivo é simples. “A mudança de operações manuais para processos tecnológicos cria transparência para o próprio negócio e também ao cliente”, diz Honig.

E na disputa de mercado entre a marca da seguradora antiga e o nova insurtech, quem levará vantagem no longo prazo? Honig é direto: “daqui a cinco anos, no mundo todo, incluindo o Brasil, nada muda para as seguradoras “titãs” do setor, que fizerem parcerias para aproveitarem, da melhor forma, tudo o que está sendo construído pelas insurtechs. Também alguns corretores devem lucrar o dobro, no mundo todo, com a adoção de tecnologia nos processos, alavancando os ganhos deles”, completa.

Parece ser consenso de que a inovação tecnológica, trazida pela insurtechs, vai otimizar processos, produtividade e redução de custos. No entanto, há um caminho de aprendizagem e de desafios para se chegar ao patamar de uma grande insurtech.

Principais desafios das insurtechs

Um dos desafios é a conquista do consumidor, explica o fundador e CEO da Minuto Seguros, Marcelo Blay. “A gente consegue gerar “leads” para atrair visitantes, temos metodologia para aparecer em mecanismos de busca, como Google, entre outros.

Mas, depois que a pessoa caiu no nosso site, começa trabalho educativo para explicar terminologias do seguro. Para esclarecer as dúvidas, a saída acaba sendo o atendimento telefônico para ser didático e ganhar o cliente”, afirma Blay.

Ao falar dos desafios, o CEO da Thinkseg, Andre Gregori, afirma que o empreendedor precisar ter muita coragem para mudar, ir contra o tradicionalismo do setor de seguros e, ao mesmo tempo, ser flexível para testar, aceitar erros e mudar rapidamente, quando preciso”, diz Gregori. Essa tem sido a experiência prática aplicada pela Thinkseg que, em junho passado, comprou a corretora online, se tornando uma grande insurtech do setor.

A Kakau também tem se aperfeiçoado na ciência de dados e organização deles, destacando sua evolução nas assistentes virtuais, seja na parte de programação como na de comunicação”, conta o CEO da Kakau, Henrique Volpi. “Hoje, conseguimos provar que é possível fazer 100% da venda do seguro no modelo digital. Também provamos a tese da venda no modelo de assinatura”, afirma.
De olho nessas inovações das insurtechs, estão as gigantes. Uma delas, a Mapfre, com mais de oito décadas de atuação, tem buscado inovação por meio do “corporate venturing”, que é o investimento em startups parceiras.

Para 2018, o grupo espanhol reservou 30 milhões de euros para serem investidos em insurtechs. O objetivo é analisar oportunidades em países da Europa, América Latina, Ásia e nos Estados Unidos, explicou o diretor global de Inovação do Grupo Mapfre, Josep Celaya.

Somado aos investimentos feitos em insurtechs, Josep Celaya explica que o processo de inovação no grupo passa por três níveis dentro da companhia: digitalização dos processos, evolução do modelo de negócio e transformação da realidade. Um exemplo dessa mudança de cenário é o futuro do automóvel, onde devem prevalecer carros autônomos, que ainda podem ser compartilhados entre as pessoas.
E, provavelmente, no futuro veremos os fabricantes como distribuidores de seguros. A expectativa também é de que o aumento do uso da inteligência artificial no setor de seguros contribua para a maior prevenção de acidentes do que o serviço de reparo de danos dos carros.

Como a tecnologia está influenciando a transformação do mercado segurador

Ao falar do processo de transformação do mercado de seguros com ferramentas digitais, o presidente da Tokio Marine, José Adalberto Ferrara, mostrou a pesquisa feita pela Capgemini Financial, com consumidores de 18 a 34 anos, que fizeram compra online (roupas, comida, pagamento de contas) no primeiro semestre de 2018.

Do total de consultados, 51,7% avalia a página de internet (website) como importante canal de compra. Os aplicativos mobile são avaliados por 40,7% dos entrevistados como importantes para as compras realizadas. Um indicativo importante do futuro uso do celular para as compras também de seguros.

“As insurtechs apresentam formas inteligentes de explorar novos segmentos. Não vejo as startups de seguros como ameaças às seguradoras estabelecidas há anos e nem aos corretores. “Quando houver alguma inovação trazida por elas, que faça sentido ao nosso negócio, disponibilizarmos também ao mercado”, diz Ferrara.

Para chegar a automatização de processos é preciso ter uma grande base de dados das pessoas para a construção de modelos analíticos. Esses dados, por exemplo, vão indicar padrões de comportamento, tudo por meio de processos digitais, com o mínimo de intervenção humana.

O superintendente da Susep, Joaquim Mendanha, ao ressaltar a importância da tecnologia e uso de dados em ambiente online, explica que o papel da autarquia de seguros é o de avaliar, com muita responsabilidade, novos produtos e serviços que estão surgindo. “Precisamos rever regras, sempre atentos à proteção da pessoa precisa no futuro, principalmente, em relação ao risco e solvência no mercado de seguros neste cenário disruptivo”, afirma.

No Brasil, o Senado aprovou em 10 de julho o projeto que cria um sistema de proteção de dados a pessoa. Já havia sido aprovado pela Câmara em maio. Agora, o projeto aguarda sanção do presidente Michel Temer.

O documento cria um marco legal de proteção, tratamento e uso de dados pessoais. As regras, quando sancionadas, vão valer para o setor público e empresas privadas. Quem cometer infração em relação às informações pessoais, vai pagar multa, correndo o risco de ter o banco de dados suspenso.

O projeto de proteção de dados das pessoas, que passou pelo Congresso Nacional no Brasil, tem forte inspiração no Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD), em vigor desde maio na União Europeia.

Segundo o presidente da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF) de Portugal, José Figueiredo, o RGPD determina um conjunto único de regras de proteção de dados para todas as empresas da União Europeia, independentemente de sua localização. “Todas que lidam com dados da carteira de clientes terão de garantir confidencialidade, segurança, controle de acessos, principalmente, dados usados em novas tecnologias que elevam o risco de violações”, explicou Figueiredo durante o painel “Desafios da aplicação do RGPD no mercado de seguros da União Europeia”.

A expectativa é de que, no Brasil, empresas de todos os portes busquem proteções para a nova exigência. Com isso, há a expectativa para o crescimento exponencial do seguro cibernético nos próximos anos, disse o CEO da Pentagono Cyber Insurance Advisors, Samy Hazan, durante a apresentação “Cyber – um novo risco. Estamos preparados?

Hazan explica que, em 2020, o número de aparelhos conectados será quase quatro vezes maior do que o da população mundial. Isso vai aumentar o número de ataques de hackers, violação de dados, transmissão de vírus e extorsões. Todos esses riscos cibernéticos devem atingir comércios eletrônicos, sistemas e redes tecnológicas, inclusive os dados pessoais.

Neste cenário, a maior proteção contra o risco cibernético será necessária, principalmente, nas pequenas empresas, nas quais a ameaças online representam 61% do total, contra 39% das grandes empresas, segundo pesquisa da UPS Capital nos Estados Unidos.

FONTE: CNseg

Praça Otávio Rocha, 65 - 1º andar Centro Histórico de Porto Alegre/RS CEP.: 90020-140

+55 (51) 3228-1999